Elegância, Inteligência, Humor, Respeito

ghost-2849718_640A invisibilidade feminina não está apenas no tempo passado. Neste post eu comentei como as mulheres cientistas eram “não-vistas”. Esta prática continua até hoje, quando percebemos que as mulheres têm menos chance que os homens no mercado de trabalho, ou se tem a mesma função que um homem, ganha menos. Isso a gente já está cansada de saber.

Mas uma grande questão que vemos ainda é a objetificação da mulher. Eu vi este vídeo abaixo, sobre um teste com mulheres vestindo roupas com sensor de tato e o resultado só confirmou o que já sabíamos. Da forma com que somos vistas – e tocadas.

Mas o que mais me incomodou no vídeo foi o depoimento de um rapaz logo no início, que disse: “quem vai sair uma quinta à noite para dançar?” (grifo meu). Então… como assim? Não posso?

 

A Chuva de Ouro de Júpiter sobre Danae pode ser banal, mas está longe de ser normal.

Os últimos acontecimentos têm sido extremamente constrangedores para nós mulheres, com a história que tem se tornado rotineira de homens ejaculando em mulheres em locais públicos, principalmente ônibus; e como as autoridades banalizaram este ato que é uma afronta à dignidade de qualquer mulher.

Pois venhamos e convenhamos. Normal não é. Mas é banal. Continue lendo “A Chuva de Ouro de Júpiter sobre Danae pode ser banal, mas está longe de ser normal.”