Sua Vida Pelo Meu Olhar

Este semestre eu fiz uma disciplina chamada A História da Fotografia.

O trabalho de fim de curso foi produzir um vídeo de tema livre, e eu escolhi como tema o olhar do meu filho Johann, de 23 anos, sobre sensações e sentimentos. O desenvolvimento foi bastante interessante pois não estava valendo a materialidade, ou seja, ele não poderia listar coisas materiais, tinha que ser subjetivo.

Ele listou 7 coisas, que amava, 7 coisas que odiava e 7 objetivos do futuro. Após a definição desta lista, eu entrei no banco gratuito de imagens pixabay e selecionei imagens que no meu entendimento representava as sensações / sentimentos. Uma questão bastante interessante foi que no vídeo eu não consegui colocar “odeio”, pois para mim é uma das palavras mais fortes negativamente para se dizer. Eu substituí por “rejeição”.

Ao apresentar o trabalho na disciplina, constatei que, independente da geração, nós ainda temos os mesmos desejos e sonhos, que as imagens foram bem compreendidas, mesmo que o vocabulário seja diferente.

O vídeo está publicado no youtube, onde abaixo colei a URL. Espero que gostem. Me mandem um alô sobre o que acharam. é só clicar em “sobre o blog, sobre mim”.

https://www.youtube.com/watch?v=QA-W-y9GqUY

O Que NÃO É Divulgação Científica

Eu vejo a Divulgação Cientifica agindo não apenas na área acadêmica, mas também como sendo de grande importância para as empresas que querem ser reconhecidas pelos seus valores socioambientais.

Semana passada, elaborando uma métrica sobre um evento para uma pesquisa de audiência, percebi pelas respostas que de uma forma geral as pessoas não sabem o que é Divulgação Científica.

Então começo dizendo o que NÃO É Divulgação Científica. Congressos, colóquios, simpósios, semanas acadêmicas, palestras científicas não fazem parte da Divulgação Científica, são eventos entre pares.

A proposta da Divulgação Científica (e este é o grande “barato”) é justamente falar de assuntos técnico-científicos para a população dita “leiga” de forma que eles entendam claramente o que você ou sua empresa se propõe.

As empresas publicam seus relatórios para o público em geral nos mais diversos meios de comunicação mas agem como se toda a população soubesse do que está sendo falado. E isso eu entendo como ser translúcido e não transparente. Afinal, o que adianta fazer uma relatório impecável cujo indivíduo comum não entende a mensagem?

Quer fazer uma divulgação eficaz, quer que a população entenda o valor agregado existente? Fale adequadamente com o público que quer atingir. Afinal, a boa comunicação abre qualquer porta.

https://www.facebook.com/osconfusentos/photos/a.491695711030633/815886918611509/?type=3&theater
https://www.facebook.com/osconfusentos/photos/a.491695711030633/815886918611509/?type=3&theater