O primeiro luto

Dia desses, conversando com um amiga, ela me disse que o luto dura um ano. A cada data importante um pedaço de nós se quebra, sofremos e lembramos a ausência.

A cada data importante durante o primeiro ano, a dor ressurge, e nos pegamos repetindo: é o primeiro aniversário, primeiro dia das Mães, tudo sem a pessoa que amamos.

Imagem de Anemone123 por Pixabay

Foi assim no aniversário do meu filho. Mesmo que a gente tivesse sem grana, ela fazia questão de comprar pelo menos um bolo para cantar parabéns. E tinha se passado apenas 15 dias do desencarne da mamãe e eu me lembrei dela falando do bolo.

Sem qualquer vontade, combinei de comprar o tão falado bolo e Johann o levou para a casa dos amigos, durante a reunião. Não consegui fazer mais do que isso. Ano que vem, quem sabe?

Primeiro luto. Ainda me dói saber que vem o Dia das Mães, o Natal, e tantas outras primeira vez até fechar este ciclo.

Quando Fevereiro Chegar

Imagem de mohamed Hassan por Pixabay

“tudo passa. isso também passa”. Essa frase ecoa no meu coração diariamente, ao sentar exausta do dia para capitular tudo o que foi feito, dito e não dito.

Passamos por muitas dificuldades, mas a sua quase totalidade devido às pessoas que nos cercam, e não à doença em si. Por incrível que pareça, ao AVC nos adaptamos muito bem, eu e Johann. Mas às pessoas…estas me fizeram entender porque ainda o mundo é tão difícil.

Estou reavendo a noção de “família” e mais do que nunca vejo que a “família espiritual” é aquela que diz presente quando você precisa. Quantas demonstrações de carinho dos amigos. Quanta força, quanta energia, quanta ajuda recebi dos amigos. Foi gratificante. Para compensar o fiasco genético… mas valeu a pena.

O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós (Clarice Lispector)

E não há o impossível para quem ama o que tem, é satisfeito com sua vida e feliz com suas vitórias diárias. Temos aprender a nos valorizar. O outro é o outro, nada pode ser feito. Mas nós? Podemos mudar tudo o que quisermos, inclusive quem e como queremos ao nosso lado na jornada da vida.