Veja Virgílio, conseguimos!

De repente Virgílio parou na minha frente, ofegante, olhos arregalados, boca aberta, como se não acreditasse no que estava vendo. Parei alguns segundos para ver meu companheiro de jornada e vi o quanto ele envelheceu neste tempo que estivemos juntos. Suas mãos ressecadas, ombros caídos e cabelos ralos demonstram quanto sofrimento passamos.

Finalmente após quatro anos cada vez descendo mais baixo junto aos irados, aos violentos, aos fraudadores, e a tantos outros espalhados pelos mais diversos círculos do Inferno, chegamos nos portais do Purgatório, onde um anjo nos aguarda na parte superior da escada

Os Portais do Purgatório -Gustave Doré

Fiquei feliz, comecei a pular e a abraçar meu companheiro de jornada como se tivesse diante de um oásis mágico, quis sair correndo mas fui rapidamente impedida pelo anjo, que assim me falou:

– Vocês ainda têm um caminho longo a percorrer, muitos males a serem expurgados. Terão que passar pelos sete degraus para se purificarem de tudo que trouxeram agregados em seus corpos, mentes e corações nestes últimos quatro anos. E lembrem-se, vocês não estão no paraíso, apenas saíram do Inferno.

Gustave Doré Purgatório