Importância da Divulgação Científica no universo das redes sociais

Divulgação científica e popularização da ciência, são as atividades que buscam fazer uma difusão do conhecimento científico para públicos não especializados.

Trocando em miúdos, quem trabalha com Divulgação Científica não está aí apenas para ser mediador em exposições, trabalhar com a Educação Não Formal e produzir eventos.

Em um mundo midiático, com surgimento maior das chamadas “fakenews”, verdades, meias verdades e mentiras se misturam em discursos retóricos no nosso dia-a-dia.

Assim, devido à falta de conhecimento do grande público relacionado a assuntos mais comuns, tanto quanto a crença em notícias passadas de pessoa a pessoa como “correntes das notícias”, vemos em nossa sociedade um acúmulo de práticas totalmente deletérias às escolhas sensatas.

agostodourado-Por exemplo, há alguns meses, em uma novela de grande audiência, uma atriz em personagem de médica orientou a mãe de um recém-nascido que fizesse aleitamento cruzado. Prática totalmente contrária ao Ministério da Saúde, que inclusive faz campanhas de bancos de leite para evitar esta prática em recém-nascidos.

 

Vemos agora um surto de doenças antes erradicadas surgindo cada vez mais, devido principalmente  mensagens que veiculam contrárias à vacinação infantil.

Sem título

E mostro estes exemplos no campo da saúde pública, sem falar de tantos outras áreas da sociedade que pipocam diariamente.

Neste movimento a favor da divulgação de notícias sérias, com  caráter verdadeiros, a Divulgação Científica é um ponto essencial para a formação de uma sociedade mais apta para fazer suas escolhas de forma correta.

fake-1903823_1280

Forecasting – O que é?

cinza-rosa-bebe
 

fonte: http://f-utilidades.com/2015/04/14/moda-cinza-e-rosa-bebe/

 

Embora não seja um assunto muito comum, o chamado Forecasting e sua porção de moda, chamada Fashion Forecasting permeia por todos os assuntos de nossa vida.

Forecasting é um processo que mapeia mudanças e tendências na nossa forma de viver. Há um grupo de especialistas que, a partir dos anseios da atualidade, projetam o que a sociedade como um todo vai querer daqui a algum tempo, tendo o forecasting a longo prazo um tempo de 5 anos, sujeitos a monitoramentos.

Pequenas coisas que nos passam desapercebidas a curto prazo mas que sentimos as mudanças a longo prazo. Exemplos como carros com vidros dianteiros mais amplos (para acabar com nossa sensação claustrofóbica no engarrafamento das grandes cidades), apartamentos minúsculos com “varanda gourmet”, só para falar do que lembro rapidamente, nos dão a idéia de como estas mudanças vêm ocorrendo. Não é da noite para o dia que o designer da fábrica de automóveis acorda e fala: “vamos colocar vidros panorâmicos, tirar as ferragens laterais e colocar vidros”; ou o arquiteto diz: “a partir de hoje, todo os imóveis terão varanda de vidro”. Isso é um trabalho fantástico de prospecção de anseios sociais. Ah… isso serve para economia e politica também, ok?

No ramo da moda e do lifestyle não é diferente. O Fashion Forecasting é usado aproximadamente com 18 meses de antecedência. Eu sempre participo dos eventos “INOVA MODA” do SENAI/SEBRAE, e este evento, que se desdobra em um curso de imersão de 1 semana, trata basicamente de desenhar coleções para daqui a duas estações. Ou seja, 2018 já não existe mais, o mais perto que trabalhamos é 19/20.

 O primeiro tema que surge é relacionado a paletas de cores. Porque o Marsalla foi eleita a cor pantone 2015? Porque este ano gostamos da combinação rosa quartzo e cinza?

Já percebeu que os fashionforecasters já começaram a pensar nas cores que você vai usar no verão de 2020?

Não acredita? Pois veja estas paletas de cores e moodboarders que já estão circulando nos Bureaus de Forecasting:

É… o mundo do forecasting / fashionforecasting realmente é fantástico. Eu já tenho idéia de que cores irei usar na minha coleção de acessórios do verão para 2020…