USHUAIA – A Baía que Mira o Poente

Ushuaia é a capital da Província da Terra do Fogo. É conhecida como La ciudad más austral del mundo (A cidade mais austral do mundo) ou La ciudad del Fin del Mundo (A cidade do Fim do Mundo). O nome da cidade provém dos idiomas indígenas yámanas: ush (ao fundo) e wuaia (baía). Milhares de anos fizeram com que as águas oceânicas causassem a erosão de uma parte considerável do continente. Violentos movimentos terrestres geraram essa divisão continental, formando uma grande ilha e um passo inter-oceânico. Em meados de 1520 a expedição de Fernão de Magalhães ao Sul da América do Sul rendeu as primeiras descrições da Terra do Fogo. Durante a travessia, os navegantes espanhóis observaram fogo e fumo sobre a costa setentrional, e em virtude disso batizaram a ilha como Terra do Fogo. A cidade foi fundada em 12 de outubro de 1884, sobre as costas do Canal de Beagle, e é rodeada pelos montes Martial e Olivia, pertencentes à cordilheira dos Andes, e pelos férteis e belos vales glaciais.

 

EU FUI AO FIM DO MUNDO!

Para chegar ao Fim do Mundo precisa de muita disposição e muito CD tocando no carro. Foram muitas “rutas argentinas” de perder de vista. Tinha dias que só se via retas infinitas. Para chegar a Ushuaia a gente tem que ter muitas folhas do passaporte em branco: entra na Argentina, sai da Argentina, entra no Chile, sai do Chile, entra na Argentina …. cheguei a Ushuaia!!! (calma, ainda não contei os carimbos de volta)

O mais pitoresco na ida foi a greve da aduana chilena. Se perceberem a foto, até a estátua está de braços cruzados! Cheguei com esta cara lavada que Deus me deu e em um portunhol vagabundo disse que eu era apenas uma turista brasileira de carro que queria chegar a Ushuaia. No fim do diálogo e de muito tempo com cara de cachorro que caiu do caminhão de mudança, eles liberaram a passagem de alguns carros inclusive o meu.

Me senti a maior das diplomatas, até pensei em fazer prova para o Instituto Rio Branco, feliz e contente com a liberação da policia chilena, até que comecei a ver as plaquinhas de “Campo Minado”, foi estranho saber onde os pneus do carro estavam passando. RsrsQuase chegando em Ushuaia tem um lugar lindo chamado lago Fagnano, que também é um pólo turístico e com uma vista linda. Confesso que acho esta uma das minhas melhores fotos. Depois de alguns dias, cheguei finalmente em Ushuaia!

O Canal de Beagle é um estreito separando as ilhas do arquipélago da Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul. Ele separa a Ilha Grande da Terra do Fogo de diversas pequenas ilhas ao sul. O estreito de Beagle tem aproximadamente 240 km de comprimento, e sua largura mínima é de cerca de 5 km.

Não poderia deixar de fora uma foto com o heróico Tracker que fez esta aventura. Abaixo é a vista do chalé que fiquei hospedada, cujo pôr-do-sol começava lá pelas onze da noite…

É claro que na história sempre tem um cachorro labrador para fazer a festa né?

“A Viagem do Beagle” é o título comumente dado ao livro escrito por Charles Darwin publicado em 1839 como Diário e Anotações, o que trouxe a ele considerável fama e respeito. O título se refere à segunda expedição de levantamento topográfico do navio HMS Beagle que zarpou em 27 de dezembro de 1831 sobre o comando do capitão Robert FitzRoy.

É claro que fiz um passeio pelo Canal de Beagle, o que foi simplesmente o máximo. Se Darwin fez, porque eu não haveria de seguir os passos de um dos meus grandes gurus?

No meio do caminho, encontrei loberias (locais onde ficam os leões marinhos), pinguineiras (locais onde ficam os pingüins) . Os leões marinhos fedem muita coisa! nem se consegue chegar perto, mas os pinguins são as coisas mais fofas do mundo. Durante a viagem fui a uma reserva pinguineira, que conto mais tarde.

No meio do canal, tem um farol lindo, que é o “Farol mais austral do Mundo”. Olha o charme da moça aqui com o farol ao fundo rsrsrsrs

E de brinde ainda passei pelo marco que divide o Atlântico do Pacífico! Pela segunda vez na vida, fui dar uma volta no Oceano Pacífico

Foi realmente uma viagem maravilhosa, adoro dizer que “EU FUI AO FIM DO MUNDO”! Mas não volto lá de novo, afinal …. TENHO O MUNDO INTEIRO PARA CONHECER!

Um Bom Papo, o Café e… O INTRUSO!

E de repente você encontra um amigo muito querido na rua, naquela cena de quase um atropelar o outro. E naquela ânsia de contar as novidades de um ano em cinco minutos, vocês resolvem entrar em um café e tomar um delicioso expresso enquanto tentam atualizar a vida.
Escolhem aquele Café silencioso, longe do barulho caótico do centro da cidade.
Começam a contar como vai a vida, livros que leram, filmes que assistiram.
Mas lá no meio do papo, quando a ansiedade começa a diminuir você percebe que não estão sozinhos à mesa…
Aquele amigo que você tanto queria ver e conversar divide sua atenção entre você e o…

Dui-celular-2-600x449

…celular!

Isso mesmo, a cada 20 segundos de conversa ele desvia a atenção de você para olhar o celular. E de dois em dois minutos ele aperta aquele botãozinho para poder iluminar a tela. Ver se alguém ligou mesmo quando o pequeno algoz tecnológico é vigiado o tempo todo.

Você pode até gostar muito do seu amigo, mas convenhamos, ele é um mal educado digital!
Quando isso acontece comigo, nem que seja na hora do almoço com colegas de trabalho, eu acho horrível, pois é como se uma provável chamada possa ser tão ou mais importante do que suas palavras.
Eu fico com a tosca sensação de não ter uma conversa interessante, pois a estatística é mais importante que eu – sim! a probabilidade de alguém ligar prende mais a atenção do seu interlocutor do que você!
Claro que no mundo moderno a comunicação é essencial, mas venhamos e convenhamos, tem gente que já está extrapolando não acha?